em NOTÍCIAS

Dia_Do_Inventor

Todo 4 de novembro é comemorado o Dia do Inventor. A data busca incentivar o emprego da criatividade para gerar inovações que possam trazer benefícios para a sociedade, movimentar a economia e se traduzir em renda para os inventores.

Inovar exige esforço, mas não significa reinventar a roda. Produtos muito conhecidos e lucrativos partiram de ideias simples, como o escorredor de arroz e o cortador de sachês, criados por brasileiros.

 Para homenagear os inventores do Brasil e estimular a proteção de suas invenções por meio da propriedade industrial, o INPI vai divulgar uma série de vídeos informativos sobre o tema de 4 a 11 de novembro nas redes sociais e aqui no portal. Acompanhe.

Hoje (4/11), abrindo a série, o Instituto veiculou uma mensagem comemorativa do presidente Luiz Pimentel. Assista ao vídeo.

Proteja seus ganhos

Todo inventor deve buscar o reconhecimento dos direitos sobre sua invenção. Isso é possível por meio da patente – um título temporário que garante a exclusividade de exploração comercial da invenção, assim como sua cessão ou licenciamento a terceiros.

Dessa forma, é possível ter retorno econômico do esforço inventivo. Em contrapartida, as informações sobre o desenvolvimento do invento ficam abertas ao público.

A patente pode valer para uma nova tecnologia (seja de produto ou processo) ou para utensílios e ferramentas que tenham recebido melhorias de uso.

O pedido no Brasil é feito no INPI, que analisará três aspectos básicos: novidade (o objeto não ter sido divulgado), atividade inventiva (não ser óbvio) e possibilidade de aplicação industrial.

A patente vale para o país em que foi pedida pelo período de 20 anos (patente de invenção) ou 15 anos (patente de modelo de utilidade).

Fonte: INPI

Postagens Recentes

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar